2ª consulta para o acompanhamento da diabetes gestacional

Publicado 2012/04/26 por Bibi

Na terça feira voltamos à medica do acompanhamento da diabetes gestacional.

Recapitulando… no dia da primeira consulta (10/04), ela prescreveu:

  1. Dieta de 15 dias, de 2000 calorias por dia, onde só entram grãos integrais, zero açúcar, frutas, legumes (alguns são restritos), verduras (bem lavadas, iogurtes e leites desnatados, requeijão, pão integral e light e adoçante. Não tomar sucos e refrigerantes (exceto diet, light e zero, mas em doses moderadas).
  2. Um dia antes da consulta, medir os índices de glicose antes das refeições e 2 horas após as mesmas.
  3. No dia da consulta (24/04) fazer uma US obstétrica para controle do peso (e já verificar demais medidas feitas nesse tipo de exame).
  4. Nova consulta em 15 dias – 24/04.

Então, de posse de todas essas informações e solicitações, seguem os resultados:

  1. Dieta: embora eu tenha 2000 calorias para comer todo dia, não consigo comer… acho que estou comendo umas 1500, no máximo. A comida enjoa e acaba que tenho vontade de comer outras coisas que não posso (e não como, claro). Resultado: menos 800 gramas em 2 semanas de dieta. Levei um xingão. Não posso emagrecer. Manter, talvez…
  2. Níveis de glicose: após a dieta de 15 dias, o nível de glicose ficou elevado somente após o almoço. E confesso que foi porque fiz uma mistureba de carboidrato: arroz integral, aipim e peixe à milanesa (gordura também tem carboidrato). E ela disse que foi disso. Mas a fome era tanta e esse é o perigo de comer fora de casa: muitas opções nem sempre saudáveis. Mas os demais níveis ficaram muito bons, principalmente quando jantei e fui pra hidroginástica. Na volta, o nível de glicose era o mesmo de jejum de 8 horas. Nessas horas vemos como o exercício é importante.
  3. US obstétrica: A Nina está ótima. Com 1.070 gramas, no peso certinho para a idade gestacional de 27 semanas. Tudo se desenvolvendo otimamente bem. Líquido amniótico normal, mexe-se muito e até nos mostrou a língua, a safadinha! Quanto ao tamanho, a médica disse que agora não é mais importante, pois é através do peso que se controla o crescimento. As dores que sinto na parte inferior da barriga são devido aos pezinhos dela, que me empurram e dão chutinhos. Mas que continue se é só isso!
  4. Próximas prescrições: continuar a dieta, mas comer as 2000 calorias; tomar remédio pela manhã e à noite, junto com o café da manhã e jantar para o controle mais efetivo da diabetes; medir os níveis de glicose nos dias 1º e 07/05 e nova consulta em 08/05.

Conclusão: Estamos indo muito bem no controle dessa chata da Dona Diabetes Gestacional (vejam,ela  tem nome e sobrenome!), e confiantes que tudo isso vai nos trazer benefícios para esse terceiro trimestre, já que controlando tanta coisa, estarei bem mais preparada para a dieta da amamentação, voltarei ao meu peso ideal rapidinho e tenho certeza que os nutrientes que a Nina recebe são realmente para o seu desenvolvimento.

Como ela está crescendo, mesmo com minha perda de peso, concluo que minha reserva é boa… Ô se é. Então, vamos lá… dia a dia. Ou melhor hora a hora de controle para vencer a “Tia Bete” hehehe…

É isso meninas!

Beijos mil!

Anúncios

7 comentários em “2ª consulta para o acompanhamento da diabetes gestacional

  • Bibi querida, o mais importante é que a Nina está perfeita, saudavel e dentro da curva esperada….
    Todo o resto por mais chato que seja passa.

    Parabéns pelo empenho, só precisa comer mais né?!

    bjs

  • Bibi, tenho uma amiga q teve a diabetes e fez exatamente o q vc está fazendo e deu tudo certo no nascimento da filhinha! Eu estou começando nessa luta e espero que seja só um susto, mas se tiver que encarar a “Tia Bete”, o que poderei fazer a não ser combatê-la? Então, “vamo q vamo”!!! Bjão

  • Oi Bibi, que bom que estão indo bem. Sério você é guerreira pq comer só isso deve ser “punk”. Eu já estou tentando controlar o açúcar. Nesse segundo trimestre me desembestei em comer doce. É uma loucura mesmo…
    Bjs

  • Oi Bibi…
    Nossa esse negócio de regular a alimentação não é fácil. Mas o mais importante é que você e a Nina estão bem…
    Essa coisitas passam e logo, logo a Nina vai estar em seus braços..
    Boa sorte e continue firme e forte.. a “tia Bete” vai perder mais essa!
    Bjokassss com cheirinho de Nina!

  • Dê seu pitaco...

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: