ser mãe

Todos os posts na categoria ser mãe

em casa

Publicado 2012/07/14 por Bibi

Então, como comentei no post anterior, recebemos alta e viemos para casa. E aí o pavor começou a me pegar de jeito… rsrsrs

Não sei se é o jeito como escrevo que parece que é tudo fácil… mas claro que não é, né gente. É um exercício de paciência o tempo todo. Uma mudança de tudo: hábitos, rotina, tudo mesmo. E mesmo tendo 9 meses para nos prepararmos, ainda assim, o nascimento é algo muito novo. Enfim, nunca estamos suficientemente preparadas. Mas temos que seguir conforme a correnteza se não quisermos sofrer, achar tudo duro, difícil… me entendem? Não há livro ou manual que seja melhor do que nossa vontade de fazer as coisas, que dêem certo!

Pois então, chegamos em casa… a minha sorte foi que na terça, dia do parto (cesárea para quem perguntou), a faxineira tinha aparecido aqui em casa. Estava tudo praticamente limpo. tinha que organizar algumas coisinhas, só.

Primeiro, foi a recepção: os pets estavam loucos de saudades de mim… mas ao ver a Marina, deram um passinho para trás para cheirar o novo membro da família. O papai já havia trazido as roupinhas dela para eles se habituarem. Foi tudo tranquilo, tirando a curiosidade e o gato que queria subir por tudo… mas posso dizer que está tudo dominado.

Chegamos em casa um pouco depois do meio dia. Então, após nos organizarmos, papai foi comprar a medicação que eu precisava ter em casa e mais algumas coisinhas pra Nina, que a pedi receitou. Depois ele foi ao mercado…

Enquanto isso, eu me organizava: como eu ia trocar as fraldas, onde… e assim fui me organizando…

Primeira noite: na hora de dormir dei o peito pra Nina e ela sugou bastante…. Estou trocando a fralda sempre antes de amamentar, porque aí, depois ela dorme tranquila e não tem problemas com refluxo. Coloquei ela no carrinho, eram 23 horas… e ela já estava dormindo. Viemos pro meu quarto, ela ficou do meu lado, no carrinho… me ajeitei, deitei e dormimos… acordei as 3 horas da madrugada, e ela nada de acordar. A levei-a até o quartinho e troquei a fralda – nesse tempo ela acordou… tentei dar o peito, mas ela dormiu novamente. Então deixei dormir… coloquei-a no carrinho novamente e dormimos até as 7 da manhã, quando levantei novamente, troquei a fralda e tentei dar o peito. Aí ela tomou um pouco, mas dormiu novamente. Agora, enquanto escrevo, ela dorme… na claridade mesmo (a pedi disse pra deixar sempre tudo muito claro durante o dia para ela saber diferenciar o dia da noite, então já acordei abrindo as persianas!).

Os sinais que sempre confirmo: tem que ter xixi e cocô. Sinal que ela mamou. Xixi tem sempre. Cocô, nas 5, 6 trocas que já fiz em casa, teve em 2. Está ótimo. e ela dorme bem, não chora… então só me preocupo em ela estar sempre limpinha… ofereço o peito a cada troca, mas se ela dorme, deixo. Sinal que ela ainda está com as tais reservas…

Estou passando um oleozinho bem bom nos mamilos e usando as conchas de silicone e isso está sendo ótimo. A pedi receitou complemento, se necessário. Compramos por precaução, mas ainda não precisamos usar (as tais reservas)… mas se precisar, vou usar sim. Tenho muito leite. As conchas ficam com bastante líquido… pena que não dá pra colher e dar pra ela tomar… hehehe

E assim está sendo a nossa rotina. Todo dia, um aprendizado… ela é calma, isso é uma bênção…  Muito querida. Vou torcer para que continue assim.

Olhem que fofura!

PS: Não podia deixar de comentar que a Maísa nasceu!!! E nasceu no dia em que a Marina nasceria… essas meninas apressadinhas…  Queremos desejar muita saúde para essa princesinha e mutias felicidades para toda a família da nossa amiga Maria Lívia! Fiquei muito feliz em poder compartilhar a gravidez com ela… As dificuldades do antes, as alegrias da gestação e as descobertas do agora! Seja bem vinda Maísa!!!

Beijo a todas!!!

quase em casa

Publicado 2012/07/13 por Bibi

Oi minhas queridas!

Desculpem a ausência, mas a vida de mãe é bem corrida, como várias já sabem e outras tantas, assim como eu, vão saber em breve.

Hoje receberemos alta do hospital e iremos para casa. Estamos muito bem, todos. A Nina é comportada, mas só dorme, mama pouco.  Apesar de eu já ter bastante colostro, ela não se interessa muito pela coisa… mas eu acho que ela mama, porque faz muuuito cocô, desde o primeiro dia, graças a Deus. E isso é sinal de que ela está se alimentando.

A pediatra já passou aqui e disse que estamos de parabéns e a obstetra também disse que está tudo indo muito bem com a cesárea. Está cicatrizando bem e desde o segundo dia eu já me viro com a Nina para trocar, embalar…. não sinto dor… tomo remédio, mas nada que eu não possa tomar em casa. O único desconforto é o inchaço depois… estou com as pernas e pés beeem inchados, mas a obstetra disse que mais alguns dias e passa… então, não é um bicho de 7 cabeças, não… pelo menos pra mim, não está sendo… mas cada uma tem uma cicatrização, uma dor, uma disposição. Então vai de cada reação.

Estamos nos virando bem, a maternidade é ÓTIMA, as enferemeiras são maravilhosas e eu queria uma delas comigo em casa. Elas ensinam T-U-D-O. Mesmo a gente já sabendo, é melhor que falem tudo, pra gente ouvir novamente. Ensinam a limpar, trocar fralda, dar banho, limpar o coto, amamentar…

Vou contar um pouco da correria de terça-feira, já que a cesárea estava programada para hoje, mas minha pressão resolveu fazer fiasco e subiu nas alturas bem no dia que eu tinha a 3ª e última consulta antes do nascimento. A médica preferiu adiantar em 3 dias, já que ela não era mais prematura e tinha peso suficiente. Não dava para arriscar nada… e às 19:40 de terça nós fomos comunicados que a cesárea seria as 21 horas desse mesmo dia. Imaginem a nossa correria… tínhamos sair de um hospital, ir pra casa, pegar as malas… e ir para o outro hospital em menos de 1h… teoricamente teríamos que estar uma hora antes, mas conseguimos chegar as 20:40. Às 21:15 eu já estava pronta, anestesiada e quase cortada… Tudo muito rápido!!!

Correu tudo bem. Foi um susto e tanto recebê-la antes, e não poderíamos estar mais felizes com nossa princesinha linda. Ainda nem acredito que ela dorme do meu lado, que ela me olha com tanto carinho, me ouve, conhece minha voz… e com o papai é igualzinho. Ela é muito carinhosa e tranquila.

Obrigada por cada comentário. Li todos. Vocês são muito especiais e participaram de tudo, durante a gravidez… não poderia deixar de vir aqui agradecer.

Beijos, agora sim, com muuuito cheirinho de bebê!!!!

e a Nina nasceu!

Publicado 2012/07/11 por Bibi

Acho que essa foto diz tudo!!!!

3kg 155 gramas, 47 cm… dia 10/07/2012, 21h48min.

Nossa bolotinha linda!

Sem explicação a emoção de ter nossa filha nos braços!!! Ela é linda, perfeita, cor de rosa, fofa, querida, calma, cheia de dobrinhas… aiiiii, estamos APAIXONADOS!!!!!

futura mamãe há 196 dias…

Publicado 2012/04/27 por Bibi

Olá pessoas!

Recebemos hoje, eu e Nina, essa linda mensagem da dinda virtual Val e queria deixar aqui para vocês, para compartilhar palavras tão lindas e agradecer ao carinho!

 

Futura mamãe há 196 dias!

Quando um bebê decide vir ao mundo, nasce com ele uma mamãe.

Uma mãe é mãe desde o primeiro instante. Mesmo quando a vida ainda é um minúsculo ser implantado no ventre, a gente já é mãe do coração. Todo nosso pensamento, todo nosso cuidado se volta para esse serzinho que, tão minúsculo, já provoca emoções tão grandes.

A simples descoberta já nos traz um turbilhão de emoções inexplicáveis. A vida nunca mais vai ser a mesma. E nos perguntamos: “será que vou ser uma boa mãe?” “Será que vou saber cuidar do meu bebê?”

Mas uma mãe não nasce mãe e não aprende a ser em escolas. Uma mãe é e isso basta. Mãe sente, mãe adivinha, mãe aprende sofrendo, mãe sofre aprendendo.

Benditas são as mulheres! Se elas suportam uma das maiores dores, sentem sem dúvida a maior das felicidades. Uma mulher grávida é sempre algo sublime, ela tem algo de anjo e santo, uma aura invisível que reflete e ilumina seu rosto. Ela carrega nela a vida, um pedacinho dela mesma que vai um dia ter vida própria e isso é maravilhoso e assustador ao mesmo tempo.

Deve ser por isso que  as grávidas são tão emotivas e choram tão facilmente. Deve ser essa a razão de querer estar satisfeitas em todos os seus desejos.

Que a gravidez não é uma doença é verdade. Mas que não digam que é normal e que a pessoa pode viver normalmente, pois isso não é verdade. Todo o equilíbrio físico, psicológico e emocional fica balançado. Há ainda hoje civilizações onde as mulheres grávidas são tratadas como seres especiais e divinos.

Se você tem medo de não saber o suficiente para ensinar ao seu bebê os caminhos da vida, saiba que é com ele que você vai aprender a trilhar muitos desses caminhos. Viva a sua gravidez em todos os seus instantes e não se preocupe se está fazendo ou se fará as coisas certas ou erradas. Seu coração vai te ditar, confie nele! Aproveite ao máximo cada segundo, pois cada momento é único e esse privilégio não é dado a todas. Fale com a Nina, faça carinho nela, sorria pra ela; viva o mais serenamente possível. Acredite: esses momentos são preciosos!…

E, sobretudo, você é uma pessoa agraciada! Deus as escolheu, para que fizessem parte uma da outra. Ele saberá, certamente, conduzi-las nesse maravilhoso caminho.

Bibi e Nina que Deus continue abençoando vocês!

Feliz 28ª. semana de gestação!

Beijos ternos

Dinda

grávidas em oração – 4ª semana

Publicado 2012/03/28 por Bibi

Nessa 4ª semana de oração, queria dedicar a minha oração para agradecer pela minha gestação.

Em nenhum momento, durante toda a minha vida de tentante, eu imaginei que teria uma gestação tão tranqüila e saudável. Acho que sempre foquei muito no “conseguir engravidar” e nunca pensei no depois de conseguir. As dificuldades ficaram todas para trás. A partir do momento em que recebi o positivo, naquele teste de farmácia do dia 14/11, só tive boas notícias. E assim espero continuar.

Junto comigo, a minha amiga Maria Lívia também engravidou e numa das nossas conversas, eu estava apreensiva, justamente pelo fato de ter tido dificuldade para engravidar e ela me falou: “Seria muita sacanagem, depois de tanto tempo tentando, dar algo errado! Agora vai… tudo vai dar certo!”.

E me agarrei nisso o tempo todo. A única coisa que pensei foi: “Dará tudo certo! Já deu! Agora é só esperar!”

No mesmo momento em que soubemos, ligamos para contar aos nossos familiares e amigos queridos. E já postei no blog para que todas que acompanhavam a história soubessem. Compartilhar coisas boas só traz energias boas também.

E faria tudo igual se passasse por isso novamente.

Portanto, Deus, obrigada por cada dia que passei com esse ser que está aqui dentro, que nem nasceu e já é muito amado. Por cada hora, minuto, segundo de felicidade que esta gravidez está me proporcionando.

Obrigada pelas próximas 16 semanas, aproximadamente, que ainda teremos, e que serão de muitas alegrias e saúde para mamãe e bebê.

Serão 40 semanas de muita felicidade, muita expectativa e ansiedade, mas que deixarão saudade e, claro será somente um período que antecederá outra etapa não menos importante: o nascimento, a formação de uma nova família e todo um novo período de adaptação, mudança, novidades.

Obrigada, meu Deus!!! Sou imensamente agradecida por termos sido escolhidos pela Marina para sermos a sua família neste plano. E faremos de tudo para dar conta desta responsabilidade imensa! Somos muito felizes por receber este presente.

Amém!

a decoração – 1ª parte

Publicado 2012/03/20 por Bibi

O final de semana foi de preparativos e decisões. Já na sexta-feira o pedreiro apareceu lá em casa para ver da reforma da sala. Vamos integrar a sacada e deixar o ambiente maior. Assim o carrinho da Marina vai ter um espaço bom pela casa. Ele começa logo depois da Páscoa (sim, tem que deixar agendado, pois ele é very busy!).

No sábado, seguimos com a saga do aéreo para quarto. Não gosto da palavra “saga”, pois parece algo que se arrasta, custoso, cansativo… que dá preguiça só de ler! Mas não encontrei nada melhor pra definir o momento e estou com pressa. E a saga terminou. Conseguimos fechar com uma loja.

No sábado também fomos visitar mais 3 lojas de móveis para bebês. Tudo lindo, cheiroso. Bem diferente do primeiro que fomos (essa não tinha um showroom bonito, mas tinha catálogo) – e o que os olhos não veem o coração não sente, não é assim?! Não emociona, não toca!

Enfim, nos decidimos por um quarto bonito, mas bem funcional que deixa espaços mais livres pra circular, com roupeiro, cama com cômoda integrada ( que vira uma cama depois, com bicama), uma poltrona de balanço compacta e talvez tenha uma mesinha auxiliar. Tudo na cor branca fosca, pois a decoração será branca, rosa e verde, de ursinhos. A parede será pintada de rosa-bebê com teto branco.

A movimentação que um bebê faz na vida da gente não é pouca não! Estamos correndo pra deixar tudo prontinho em junho, porque o último mês é mais complicado de se movimentar, ter disposição… Agora é a hora. Sem falar que depois dos 7 meses a malinha da maternidade tem que estar pronta. Não é assim que dizem? Pois é! Não custa ter um pouco de planejamento, afinal eu trabalho com projetos e ia ser um fiasco não ter nada planejado, né?!

Enfim, acredito que agora tudo está encaminhado e decidido. É só esperar pra ver tudo prontinho. #aiqueansiedade

Vou postando aqui a evolução do quarto, com fotos, assim que começarmos as movimentações.

Beijos mil!