terceiro trimestre

Todos os posts na categoria terceiro trimestre

38 semanas e últimos preparativos

Publicado 2012/07/06 por Bibi

Chegamos às 38ª semana de gestação, pessoas!

Estou muito feliz que muitas amigas estão me acompanhando aqui e me mandando boas energias. Com certeza, sentimos todas essas vibrações e a Nina está confortável aqui dentro. Mais uma semaninha só e ficarei pra lá de feliz em vê-la nascendo forte e saudável.

Nessa fase, agora em casa, está mais tranquilo. Durmo mais, descanso, as costas não estão doendo, posso prestar mais atenção às mexidas dela (nessa fase, são muito importantes), almoço em casa, passo todo o tempo com os pets, arrumo e organizo tudo (devagar, claro… quase parando) e vou pensando nos últimos preparativos. Sempre tem coisas para fazer.

Queria mostrar as lembrancinhas que fiz para quem nos visitar.

Fiz dois tipos: creme para as mãos e docinhos M&Ms. Olhem como ficou:

O creme, minha prima faz na farmácia de manipulação dela. Ela me entregou no tubinho branco e eu coloquei o adesivo no tubinho, escrito Cheirinho da Marina, embalei num plástico, passei a fita e mandei fazer as tags para colocar a data e agradecer a visita – é a mesma lembrancinha do chá de bebê, só que coloquei a tag.

As mamadeirinhas, eu comprei no Elo7. Eles mandam a mamadeirinha decorada (e vazia, mas você pode optar por comprar os M&Ms deles ou então na sua cidade mesmo. Eu comprei aqui em Porto Alegre…), os saquinhos e fitas para  embalar e as tags (a gente escolhe a frase, a cor…). Foi muito rápido. Entre eu escolher, mandar fazer e chegar aqui, foi em torno de uma semana.

Espero que tenham gostado!

Outra coisa que comprei, dia desses, andando pelo shopping, foi o álbum do bebê. Foi por acaso. Fui mandar revelar umas fotos do book gestante e vi. Achei tão bonitinho. É simples, mas pelo menos irei registrar os primeiros passos da fofucha. Já está guardado na minha mala!

E agora, o que o Baby Center fala sobre a 38ª semana:

Os órgãos e sistemas do seu bebê estão plenamente desenvolvidos, mas os pulmões são os últimos a amadurecer por completo. (Mesmo depois do nascimento, pode ser que demore algumas horas para que o bebê adquira um ritmo normal de respiração.).

Morrendo de curiosidade com a cor dos olhos do seu filho? A maioria dos bebês nasce com olhos azul escuro, mas a verdadeira cor só se define mesmo vários meses depois. A cor que você verá logo depois do parto vai durar pouco — a exposição à luz muda imediatamente a cor dos olhos do bebê.

No caso de bebês negros ou de origem asiática, os olhos são cinzentos ou castanhos no começo, e assumem o tom preto ou castanho escuro depois dos primeiros seis meses de vida, ou até depois do primeiro aniversário.

E a foto do barrigão, tirada pelo papai, todo orgulhoso do tamanho da Marina:

E outra do quarto prontinho (agora não falta mais nada – quer dizer: só falta ela!!):

Beijos e bom final de semana, garotas!

Anúncios

últimas consultas – 2ª de 3

Publicado 2012/07/03 por Bibi

Hoje foi a segunda consulta, das 3 últimas semanais.

Gente, a barriga pesa e ainda bem que consegui adiantar um pouquinho… fui fazendo as consultas e exames devagar, no meu ritmo e deu tudo certo… saí do hospital mais cedo.

Tudo certo com a mamãe: pressão 12 por 7, variando para 12 por 8,  meu peso baixou um pouco (alguns gramas), mesmos sinais de inchaço da semana passada.

Fizemos o MAP novamente. Coração da Nina a mil, movimentos intensos da guria aqui dentro. Tudo normal!

O US de hoje foi um pouco diferente. Além de avaliar as medidas e posição, foi avaliado o bem-estar da bebê (perfil biofísico fetal), verificando os movimentos dela dentro do útero, tônus fetal e líquido amniótico. Ela tirou nota máxima (2 pontos para cada avaliação, com 4 avaliações, totalizando 8 pontos). Agora, mais do que nunca, ela tem que se movimentar…

E está tudo certinho. Nina está pesando 3349 gramas, ainda no percentil 75 (isso vai ser difícil diminuir na reta final), sentada e toda para o lado esquerdo – a obstetra disse que se ela continuar assim, na hora do parto terá que fazer o corte mais pro lado esquerdo… Afe, terei uma cicatriz torta… hehehehe…

Os batimentos estão em torno de 140 por minuto. Deu para ver as bochechas gordas, os pezinhos e maõzinhas rechonchudos… sim, ela será fofinha!

O diabetes finalmente está controlado e não preciso mais fazer os controles; é só seguir a dieta e tomar a medicação corretamente até o dia do parto.

Terça que vem teremos a 3ª e última consulta semanal… depois… nossa princesa nasce!

Que ela venha forte e saudável. Estamos só esperando!!!

Beijo a todas e obrigada pelo imenso carinho conosco nos comentários e visitas!

 

37 semanas + último dia de trabalho + susto

Publicado 2012/06/30 por Bibi

Ontem foi um dia tumultuado!

  1. Completamos 37 semanas e, sim, minha bebê não é mais prematura e pode nascer a qualquer momento.
  2. Foi também o último dia de trabalho. A partir de segunda-feira, fico em casa, esperando a hora chegar.
  3. E foi o dia do susto. Fomos parar no hospital. Mas está tudo bem e Nina continua aqui comigo.

37 semanas, segundo o Baby Center:

A cabeça do bebê, na maioria dos casos, está encaixada na cavidade pélvica – cercada e protegida pelos ossos da sua pelve. Essa posição abre espaço para as pernas e o bumbum do bebê, que estão bem apertados dentro do útero. Muitos bebês já são cabeludinhos, com fios de cabelo de até 2,5 centímetros. Mas não se surpreenda se a cor do cabelo do seu filho for totalmente diferente da do seu. Casais de cabelos castanhos são pegos de surpresa às vezes com um filho bem loiro, e o contrário também acontece. E há, é claro, aqueles bebês que nascem totalmente carecas. Por falar em cabelo, a maior parte da camada de pêlo fininho, o lanugo, que cobria seu bebê a partir da 26a semana já desapareceu, assim como a maioria do verniz caseoso, a substância esbranquiçada e viscosa que também envolve o corpo dele. bebê vai engolir o lanugo e o verniz junto com outras secreções, e eles ficarão armazenados no intestino, para formar o primeiro cocô do seu filho, uma substância escura, quase preta, chamada mecônio. 

Último dia de trabalho:

O último dia de trabalho foi planejado junto com a obstetra. Ela já havia conversado comigo para eu ficar em casa nos últimos dias de gestação. Eu, no início, achava que nem ia precisar, afinal, estava bem disposta, produzindo ainda e servindo para alguma coisa na empresa. Mas a última semana foi de arrasto. Nossa, de uma hora para outra, as costas dóiam, as pernas, pés e mãos incharam, a barriga pesou mais do que nunca, e as noites em claro começaram a me deixar bem cansada durante o dia. Aí pude ver que não sou a mulher maravilha e que a médica estava certa. Melhor ficar em casa (e evitar os tombos, também!).

Então ontem era para ser tranquilo. Últimas atividades, tudo em dia… despedida do pessoal, etc.. etc…

Aí chegamos ao terceiro tópido: o susto. E correria…

O susto:

Desde quarta-feira eu não sei onde estão meus pés… Não é que eu não tenha mais pés, mas esses daqui não são os meus, definitivamente. Não os reconheço! Estão 3 vezes maiores do que o normal. Inchados, altos, os dedos gordos…

Aí que ontem, de tanto minha colega insistir (ela já teve uma gravidez bem tumultuada, com pré eclâmpsia e tal), fui até a farmácia para verificar a pressão arterial. Verifiquei 3 vezes, em horários diferentes, depois do almoço e durante a tarde: 13 por 9, 12 por 9 e 14 por 9. Estava alta para o meu parâmetro que sempre é 11 por 7, 12 por 7.

Então liguei para a obstetra, expliquei sobre os pés e mãos inchados e disse que estava sentindo um pouco de tontura, sono. Ela me perguntou sobre dor de cabeça, naúseas, vômitos, dor de estômago… isso eu não estava sentindo. Só a tontura mesmo, e os inchaços. Ah, aqui estava fazendo um inverno de 30 graus essa semana. O que ajuda também a inchar!

Aí ela achou melhor largar tudo e ir para o centro obstétrico do hospital fazer um monitoramento da pressão e do coração do bebê, pois qualquer coisa, já estaríamos na maternidade, caso precisasse fazer o parto de urgência.

Nem preciso dizer que me deu um pânico. Afinal, estava tudo bem até ali e a Nina só era esperada para dauqi duas semanas. Não sabia se ria, se chorava, se sía correndo, se ligava pro marido, chamava um táxi.

Aí pensei: “calma Bibiana, isso só vai aumentar mais a tua pressão!”. Então liguei por marido para ver se era melhor pegar um táxi ou ele ir me buscar. Decidimos que ele iria me buscar. Enquanto isso, eu fiquei terminando as últimas coisas que precisava do trabalho, calmamente e não sei como.

Então, sem muito alarde, me despedi dos meus colegas mais próximos (esses sabiam que eu ia apra o hospital) e saí.

Enquanto estávamos a caminho do hospital, eu ia falando pro marido o que fazer, caso o parto acontecesse mesmo: teria que ir pra casa, pegar minha mala, as da Marina, lembrancinhas, câmera, quadrinho da porta. Pelo menos estava tudo pronto. Era só catar as coisas!

Chegamos no hospital, fiz a triagem, o cadastro e fui fazer os exames solicitados pela médica. Felizmente, deu tudo normal. O coração da Nina está normal, minha pressão baixou para 12 por 7 e as 19 horas fui liberada.

O tema de casa é medir a pressão todo dia e controlar. Essa madrugada já choveu e agora a temperatura está mais agradável. Espero que os inchaços sumam – se é que isso é possível nesse finalzinho de gestação…

Resumindo: estamos bem, mas em estado de alerta! Nina pode sim nascer a qualquer momento e sim, EU NÃO ESTOU PREPARADA! rsrsrrs… mas sei que tudo dará certo quando ela vier. A gente se prepara e aprende na marra! Medo eu não tenho.

Mas agora que estou em casa, vou ficar mais tranquila e isso acho que vai ajudar a deixar ela mais um pouquinho aqui dentro. Ela mexe bastante ainda. Sinal de quem tem espaço (não sei onde…).

Pra fechar o post, segue uma foto das 37 semanas:

Beijos e bom final de semana a todas!

últimas consultas – 1ª de 3

Publicado 2012/06/26 por Bibi

Olá meninas!!!

Hoje foi a primeira das últimas 3 consultas, que passaram a ser semanais. Nem preciso dizer que estou muito cansada. Foram duas consultas com as duas obstetras, uma US obstétrica e um MAP (exame de 40 minutos em que se ouve o coraçãozinho do bebê e sai uma leitura impressa).

A maratona começou as 8:30 da manhã, com a primeira consulta. Avaliações básicas: pressão 12 por 7; aumento de peso (1 kg e 400 gramas) e um pouco de inchaçonas mãos; a barriga baixou, mas a circunferência aumentou 2 cm em uma semana; colo do útero fechado e Nina na mesma posição (sentada).

Depois da primeira consulta, fomos para o hospital fazer os exames de rotina para acompanhamento do diabetes gestacional. Primeiro, um US obstétrico. Líquido amniótico em quantidade norma, batimentos cardíacos normais…

Gente, a Marina está pesando 3.066 gramas já (e isso explica os desconfortos que já comentei nos outros posts), dentro do percentil 75. Sim, ela está um pouquinho acima do peso que deveria estar… uns 200 gramas. Mas a médica disse que como ela me mandou comer mais, para ela ganhar peso, era isso mesmo que deveria acontecer. O diabetes está praticamente controlado.a médica só não gostou muito dos valores da glicose em jejum, sempre altos. Então, por precaução, ela inseiu medicação no horário do almoço também. Agora, tomo 3 vezes ao dia, até o dia do parto.

Como ela me mandou comer mais e eu sou boa aluna, comi, né?! Deu nisso: o peso aumentou e a baby também. Mas nada preocupante. Como tem acompanhamento toda semana, é fácil de controlar. E esse peso pode ter uma variação de 15% para mais ou para menos…

Depois do US, fui lanchar para então fazer o MAP. Para fazer esse exame, o bebê tem que estar alimentado. Comi um sanduíche e tomeu um chá de hortelã. Ficamos aproximadamente 1 hora no centro obstétrico, entre preparação e exame. O exame dura 40 minutos. Eles colocam um aparelho e a gente fica ouvindo o coraçãozinho o tempo todo. Depois um médico faz a leitura e já dá o resultado. Tudo normal também, graças a Deus!

Depois do MAP, fui para a última consulta, com a obstetra do controle do diabetes, que olhou o US, o MAP, aumentou a medicação, verificou a pressão novamente, o peso e disse que está muito feliz que estamos super bem, tanto no desenvolvimento quanto no controle da glicose.

E terça-feira que vem, dia 03, repetimos tudo novamente… depois, no dia 10/07… Mas, que bom que está tudo bem e isso é só para controle mesmo. E aí a Marina nasce… nas 39 semanas.

A partir da semana que vem fico em casa de atestado até o dia do parto, quando inicio a licença.

Gente, acho que a Marina vai ser grandinha!!! O que vocês acham???

Beijos e bom restinho de semana!

e chegamos às 36 semanas

Publicado 2012/06/22 por Bibi

Hoje completamos 36 semanas de gestação.

Marina está super bem, movimenta-se bem (e até demais, que continue assim). Implicou em ficar embolada e encolhida do lado esquerdo da barriga, entortando-a todinha! Do lado direito, então, fica um vazio, um buraco. Do lado esquerdo, está ela, toda amontoadinha. Deve ser gostoso ficar desse jeito.

Sinto, perto da costela esquerda, algo que parece ser a mãozinha dela. Aquilo cutuca, força muito e dói. Percebi também que minha barriga está um tanto mais baixa. Será que agora já começa a baixar? Acho que sim, aos poucos vai se ajeitando para o nascimento.

Os soluços dela continuam. Sinto também um leve desconforto na parte de baixo da barriga, que desce para a virilha. É a pressão, minha gente!

Vou trabalhar somente mais a semana que vem, até completar 37 semanas. Estou percebendo que a cada dia que passa, minhas limitações vão aumentando. São as dores nas costas, na barriga, o peso da bebê, a falta de ar, dores ao caminhar. Isso ainda é tolerável mas aumenta à medida que a data do parto vai se aproximando. Então hoje, óbvio, estou bem melhor que amanhã, que daqui a dois, três dias, semana que vem.

A médica já me falou que vai me dar 15 dias de atestado, antes do parto, devido a esses desconfortos, à questão do diabetes e também para que eu consiga segurar a Marina aqui até a data prevista para o nascimento (quanto mais perto, melhor para ela e para todos).

E vai ser bom ficar em casa alisando o barrigão, curtindo os últimos momentos!

Gente, eu já sinto saudade de tudo. Não estou ansiosa para o parto. Porque sei que isso vai acontecer, inevitavelmente. E virão as outras fases, igualmente importantes, boas de viver.

Nas intermináveis madrugadas que passo indo ao banheiro, caminhando pela casa, passo na frente do quartinho dela, olho para o berço, para a poltrona e penso: logo estarei ali, com ela, dando o peito, fazendo dormir, cantando para ela, trocando-a, conversando… seremos duas e não uma. E logo isso estará acontecendo. Parece mentira que já está acontecendo.

É o milagre da vida. Saber que hoje olho para a barriga e tento ver através da pele que tem um bebezinho ali dentro, se alimentando de mim, flutuando, se mexendo, dependendo de mim e confiando em mim para tudo. E saber que amanhã, talvez, ou daqui algumas semanas, esse mesmo bebezinho estará separado de mim, respirando sozinho, tendo vida própria. E que vou seguir cuidando, alimentando… é mágico!

Segue uma foto do barrigão de 36 semanas, tirada hoje, fresquinha!

Beijos e bom final de semana!!!

reta final?

Publicado 2012/06/20 por Bibi

Ainda nãooo!!!!

Primeiramente queria agradecer às visitas de todas vocês aqui no nosso cantinho.  Adoramos cada comentário, cada palavra, mesmo dos anônimos (que tal colocar o seu nome?! 🙂). Que bom que gostaram do quarto da Marina. É simples, mas cada cantinho foi feito com muito amor.

E nem esfriou o post das consultas quinzenais e já iniciamos as consultas semanais! É isso aí! É Copa do Mundo, Arnaldo!!! Hehhe

Pois então! Agora é contagem regressiva… e vou dizer que parece que o 9º mês está passando mais rápido que os outros, ou tão rápido quanto. Não dá tempo de pensar…

Ontem iniciamos a série de consultas semanais, sempre às terças feiras, até o dia 10/07, pois a DPP é 16/07. E aí começa a cair a ficha do quão perto estamos de ver nossa lindeza.

Está tudo indo bem conosco. Continuamos bem. Nenhum sinal de antecipação do parto. A única coisa são os pequenos desconfortos (dores) na barriga e costas, que devem ser combatidos com paracetamol 750 e Busco Duo (a médica me orientou a tomar sem medo de ser feliz, pois essa medicação só fará bem a mim e não passa para a bebê). Quando percebo que exagerei no dia, fiquei muito sentada, em pé, caminhei, é para tomar para relaxar e dormir (tsc!).

E agora as consultas são para monitoramento. Os controles são tantos… só pelo fator do diabetes.

E, a partir do dia 26/06 tenho consulta todas as manhãs com a obstetra, depois US para verificar o bem estar do bebê, então almoço e sigo para o centro obstétrico do hospital e faço o monitoramento do coração do bebê e após, sigo para a última consulta com a obstetra que controla o diabetes, que avaliará os exames – US e coração.

Nesses dias, não trabalho. Nem tem como. Os locais de consulta e exames são diferentes. Vai ser a jornada do barrigão. Bem ao estilo As Brasileiras: A Barriguda de Porto Alegre!

Ah, e semana que vem tem consulta com a pediatra. A obstetra disse para eu levar a carteirinha de gestante e o controle da glicose também, além das perguntas que eu queira fazer (que acho que não serão muitas!). Quero ir mais para conhecê-la. Vai que ela tenha uma cara de bruxa…. brincadeirinha!!!!

E já fiz os últimos exames de sangue. Resultados: sem anemia, tireóide controlada, urina normal, steptococos negativo; ureplasma e mocoplasma negativos. Tudo normal. Vacinas da gripe e antitetânica ok. E hoje vou autorizar a cesárea no plano de saúde, que será válida por 30 dias.  Que “eboção”, como diria tia Karolina!

Outros assuntos:

Vovó Gema mandou mais coisinhas pra Marina: lençóis, mantinhas, casaquinhos de tricô, o xale da bisa, o bebê conforto que estava com o priminho Davi… domingo a amiga da mamãe vai entregar tudinho. Estamos loucos pra ver o que veio… hehe

Vovó Petrisa comprou os brincos da Nina. Mas ela quis que a mamãe aqui escolhesse. Mamãe escolheu de pérola com bordinha dourada (será que já falei sobre isso? Afe, tô bem perdida!).

Sem mais novidades para o momento, volto daqui alguns dias e prometo mostrar o barigón de 36 semanas…  que está enooorme!!!

Beijos!

notícias nossas: 35 semanas + quartinho pronto

Publicado 2012/06/17 por Bibi

Enfim, o quartinho da Nina ficou pronto. Agora está tudo praticamente arrumadinho pra chegada dela.

Tudo lavado, passado, guardado. Ainda não tirei o lençol, protetor de berço, almofadas e trocador dos plásticos pra não pegar poeira. Não vou lavar (vou lavar só o lençol). Vou estender na cama uns dias antes (se der tempo) e deixar pegando um ar.

Estamos seguindo bem tranquilas. Tirando o fato de passar as noites em claro por desconfortos na barriga e bexiga “cheia”, o restante está tranquilo. Já até me acostumei a não dormir. Percebi que durmo melhor pela manhã… bem que nessa reta final a gente tivesse a chance de escolher um horário pra trabalhar. Eu ia querer depois do almoço… E ficaria até mais tarde… Mas faltam poucos dias. Acredito que 15 dias antes do parto (16/07), a médica me peça pra ficar em casa. Assim garantimos o nascimento nas 39 semanas.

Já completamos 35 semanas, na sexta-feira que passou. Teoricamente faltam 4 semanas, sendo otimista. Queria ter mais essas 4 semaninhas pra nossa filhota sair daqui de dentro bem desenvolvida e saudável. Mas Deus é quem sabe quando ela virá. Então, passando mais essa semana, ela já não será considerada prematura e poderá vir com segurança.

Acho que estou ganhando um pouco de peso nessa reta final, pois sinto mais fome. Ao mesmo tempo, tenho bastante azia, então ou mato a fome e tenho azia, ou fico com fome para evitar a maldita… dependendo do dia, eu corro o risco de sentir azia… rsrsrs

Por enquanto é isso. Cuidados, calma (sim, estou muito calma), descanso e procurando não me preocupar com o trabalho. Agora a prioridade é  nossa filha, pelos próximos 5 meses!

Ah, seguem as fotinhos do quartinho. Papai se sente orgulhoso cada vez que entra nele… Mamãe também, claro! Afinal, fizemos tudo com muito carinho para a chegada da nossa princesa.

Beijos!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.